sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Sentinela do Povo



A minha postura na sociedade, sempre foi a de um guerrilheiro no pensamento, nas palavras e na acção em prol da Comunidade, contra os predadores que lhe dilaceram o ser, independentemente da sua natureza material ou espiritual.
As armas que utilizo são legítimas numa sociedade democrática. São as palavras escritas e as palavras faladas.
Não procuro benesses nem honrarias. Ajo por imperativo de consciência cívica e com espírito de missão laica, em defesa de valores universais, democráticos e plurais. Deles não prescindo, pelo que nunca me renderei. Só a morte me vencerá. Todavia, creio que permanecerei presente na memória colectiva. Outros ocuparão o meu lugar, desempenhando à sua maneira, aquilo que porventura será o meu papel. Trata-se do fluxo inexorável da História, já que não há ninguém insubstituível. Até lá, podem contar comigo, já que estou sempre no meu posto. Como sentinela do Povo, o meu lugar é aqui. Cabe-me a responsabilidade de manter acesa a chama de uma luta que remonta à origem dos tempos e que outros continuarão, quando eu tombar no campo da batalha.
Hernâni Matos