quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

1º de Dezembro nos Azulejos Portugueses

A REUNIÃO DOS CONJURADOS - Painel de azulejos de finais do séc. XVII representando
a reunião dos Conjurados. Uma fita na parte superior apresenta a legenda “Amor
Constância e Fidelidade” e na parte inferior, “Venturoso Citio, honrosas
conferenciassem que se firmou a Redenção de Portugal”. A reunião ocorrida a 12 de
Outubro de 1640, decorreu no Palácio dos Almada em Lisboa, onde hoje está sediada
a Sociedade Histórica da Independência de Portugal, em cujo Jardim se encontra o
painel de azulejos. Participaram então na reunião, os conjurados D. Antão de Almada, 
António de Saldanha, Jorge de Melo, Francisco de Melo, D. Miguel de Almeida, Pedro
de Mendonça e João Pinto Ribeiro, procurador da Casa de Bragança em Lisboa.

Em 1 de Dezembro de 1640, dá-se a Restauração da Independência de Portugal em relação ao Reino de Espanha, terminando assim o período de 60 anos em que o Reino de Portugal, foi governado pela dinastia de origem austríaca dos Habsburgos, com o fim do reinado de D. Filipe III (conhecido como Felipe IV em Espanha). Como antecedentes da Revolução do 1º de Dezembro de 1640, há a salientar que “Os Conjurados”, um grupo de 40 portugueses, membros da aristocracia do País, se organizou de forma a preparar um plano de libertação de Portugal. Assegurados do apoio popular e de grande parte da aristocracia de Portugal, os Conjurados dirigem-se ao Paço da Ribeira, aniquilam o secretário de Estado, o traidor Miguel de Vasconcelos (1590-1640) e intimam a Duquesa de Mântua (1589-1655), Vice-rainha de Portugal, a renunciar ao poder, proclamando a Independência de Portugal e aclamando João, Duque de Bragança, como rei D. João IV de Portugal (1604-1656), com o cognome de “O Restaurador”, iniciando assim a quarta e última dinastia real, a Dinastia de Bragança


ENTREVISTA DO DUQUE DE BRAGANÇA COM PEDRO MENDONÇA EM 1640 – Painel de
azulejos do séc. XX. Estação da CP de Vila Viçosa.
 
 PARTIDA DO DUQUE DE BRAGANÇA PARA LISBOA A OCUPAR O TRONO EM 1640 – 
Painel de azulejos do séc. XX. Estação da CP de Vila Viçosa.
RESTAURAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA A 1 DE DEZEMBRO DE 1640. Painel de azulejos de
Leopoldo Battistini e da Fábrica Constância, c. 1920. Átrio superior do Palácio Galveias,
Lisboa.