quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Os assobios de Carlos Alves

 

Assobios. Carlos Alves.

Intróito
Tirando o cesto de ovos e a galinha no choco, estão todos a cantar de galo. Oh que grande barulheira! Parece que os assobios assobiam como deve ser e tudo. O que nem sempre acontece, pois já os tenho ouvido roufenhos.
Parabéns pelo concerto galináceo e pelo desconserto causado pela beleza ostentada pelos animais de penas. Oh que pena que tenho de não ter ainda um assobio destes. Não fosse andar depenado e ele já cá cantaria. Perdão, assobiaria.

Marcas identitárias muito próprias
Uma análise pormenorizada dos assobios de Carlos Alves, revela que eles têm de comum as seguintes características: - Base de forma cilíndrica, com topo de cor castanho claro e orla em vermelhão; - Topo da base decorado com grupos de pintas nas cores: rosa, laranja, branco, amarelo e verde; - Tubo de sopro de forma cilíndrica, ligeiramente cravado na base e dirigido segundo o raio da base do cilindro, até ao centro. O tubo de sopro é de cor castanha clara com a extremidade na cor do barro. Resumindo: os assobios de Carlos Alves apresentam marcas identitárias muito próprias que os levam a diferenciar dos assobios dos demais barristas, o que é de louvar. Isto associado a uma modelação perfeita e a uma decoração muito agradável, torna-os muito apelativos, o que se salienta com agrado.

Publicado inicialmente a 9 de Setembro de 2021

Cesto de ovos.

Galinha no choco.

Galo.

Galo.

Galo no tronco.

Calo na árvore.

Galo no arco.

Galo no poleiro.

4 comentários:

  1. Também gostava de ter um! Tenho inveja da sua colecção de Bonecos. Gosto tanto mas não tenho nenhuma peça. São fenomenais. Gostava de ir a Estremoz ver um artista a trabalhar e até aprender, imagine. Só tenho uma peça deste tipo de artesanato, orlaria, é um ouriço dos irmãos Mistério, barros do norte. Nem toda a gente sabe apreciar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca é tarde para começar para começar a coleccionar Bonecos de Estremoz.
      Tem aqui contactos dos barristas:
      https://dotempodaoutrasenhora.blogspot.com/2020/01/bonecos-de-estremoz-contactos-de.html
      Os meus cumprimentos.

      Eliminar
  2. Está de parabéns o Carlos e a nossa cultura muito particular.

    ResponderEliminar