quinta-feira, 6 de agosto de 2015

31 - Nossa Senhora da Imaculada Conceição


Nossa Senhora da Imaculada Conceição.
Irmãs Flores.
Colecção particular.

A intensa devoção dos católicos por Maria, mãe de Jesus, levou-os a atribuir-Lhe inúmeros títulos, um dos quais é Nossa Senhora da Imaculada Conceição. De acordo com o dogma católico, a Imaculada Conceição é a concepção da Virgem Maria sem mancha ("mácula" em latim) do pecado original. O dogma expressa que desde o primeiro instante da sua existência, a Virgem Maria foi protegida por Deus, da falta de graça santificante que atormenta a humanidade, porque estava cheia de graça divina. Proclama igualmente que a Virgem Maria viveu uma vida isenta de pecado.  
A Imaculada Conceição foi solenemente definida como dogma pelo Papa Pio IX (1792-1878) na sua bula “Ineffabilis Deus” em 8 de Dezembro de 1854. A encarnação de Jesus no ventre da Virgem Maria exigia que Ela estivesse completamente isenta de pecado para poder gerar o seu Filho. A Igreja Católica sustenta o dogma com base em textos bíblicos: [Génesis (3:15), Cântico dos Cânticos (4:7), (Êxodo 25:10-11), (Jó 14:4), (Deuteronómio 10:3) e (Apocalipse 11:19)], bem como escritos de Padres da Igreja, como Irineu de Lyon (c. 130-202) e Ambrósio de Milão (340-397). 
A imagem de Nossa Senhora da Imaculada Conceição tem 7 atributos: a meia-lua e a serpente sob os pés, o anjo e a nuvem nos pés, as mãos, o manto e a coroa. Analisemos cada um deles:
- A MEIA-LUA SOB OS PÉS - Um dos significados da lua é o da morte e ressurreição, porque a lua nasce, cresce, alcança um auge e mingua, para voltar a nascer. Simbolicamente a lua representa o papel de Maria: gerar aquele que passará por todo o ciclo da vida e da morte, mas ressuscitará. Por outro lado, algumas culturas antigas veneravam a lua como deusa da virgindade. A lua sob os pés de Maria lembra que é mãe, permanecendo Virgem. Também é sabido que a lua depende do sol, mas brilha soberana no meio da noite. Maria depende de Cristo, não é afectada pelas trevas do pecado, brilha límpida com a luz que advém da maternidade divina. O simbolismo da lua é referido no Apocalipse: “Apareceu em seguida um grande sinal no Céu: uma Mulher vestida de sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas (Apocalipse 12:1); - A SERPENTE – Sob os pés de Maria representa o demónio (Génesis 3). Maria esmaga a cabeça da serpente, o que significa a vitória sobre o demónio, trazendo assim a salvação ao mundo; - A NUVEM E O ANJO - Aos pés de Maria, simbolizam que Ela está no Céu, na glória de Deus, junto com os anjos, dos quais é Rainha; - AS MÃOS - Unidas ao nível do coração, simbolizam a oração, a qual deve ser feita com o coração, isto é, com sinceridade. Expressam ainda que no Céu, Maria não cessa de orar, rogando por todos nós; - O MANTO - A cor azul simboliza o Céu. Os bordados em dourado simbolizam a realeza, lembrando que Maria é Rainha do Céu e da terra; - A COROA - Significa que Maria é Rainha do Céu e da terra. A cruz sobre a coroa significa que só é Rainha por causa de Jesus Cristo, que morreu na cruz e ressuscitou.
A 8 de Dezembro, a Igreja Católica comemora a Festa da Imaculada Conceição, definida como uma festa universal em 28 de Fevereiro de 1476 pelo Papa Sisto IV (1414-1484).
A religiosidade popular faz com que sejam profusas as referências  a Nossa Senhora da Conceição no cancioneiro popular alentejano. Dele destacámos a seguinte quadra: 

“Senhora da Conceição,
‘Stás no meio das olivêras,
Guardae-me a minha azêtona
Pra mandar presente ás frêras.”