domingo, 18 de maio de 2014

Adagiário da lavagem da roupa

MULHER A LAVAR A ROUPA (1986). Sabina Santos (1921-2005).
Marcas manuscritas: Estremoz/Portugal/Sabina Santos.
Dimensões (cm): Alt. 15,0; Larg. 6,4; Prof. 11,0 cm.
Peso (g): 350. Colecção particular.

Temos vindo a estudar uma peça da barrística popular estremocense, conhecida por “Mulher a lavar a roupa”
Nesse estudo enveredámos como é nosso hábito pelos territórios da literatura oral, Começamos pelo adagiário.
O adagiário da lavagem de roupa regista 37 especímenes, dos quais 10 são variantes. Foi agrupado em seis tópicos: Sujidade, Limpeza, Água, Lavar, Corar, Enxaguar, Lavadeira. Dentro de cada um deles, os adágios foram contextualizados. Assim:

Sujidade
É sabido que:
- Em toda a casa há roupa suja,
assim como:
- Sujo não é pecado.
- A roupa suja lava-se em casa. (1)
Por vezes, por falta de roupa:
- Mais se queixa o que suja do que o que lava.

Limpeza
A limpeza é necessária, já que
- A limpeza, Deus a amou. (2)
- O que está limpo não enjoa.

Água
A água é indispensável na lavagem:
- A água tudo lava. (3)
- Água fria, lava e cria.
- Água suja, sempre lava. (4)
Todavia, já que a sujidade é plural, não se consegue lavar só com água, sendo necessário sabão, já que:
- Água sobre água, nem suja nem lava.
Todavia:
- Água e sabão fazem o homem são.

Lavar
É preciso ter em conta que:
- Nem toda a roupa vai à lavadeira.
- Quem muito lava a roupa é porque muito a suja.
- Rodilha suja, sempre limpa; água suja, sempre lava; mulher asseada, sempre limpa.
Na lavagem:
- Mão lavada sujidade tira.
- Roupa velha não dura nada.
- A pedra não dá roupa; tira a roupa.
Daí que haja quem proclame:
- Lavaste, estragaste.
e exija:
- Não quero saber de nada, quero a roupa lavada.
- Não tenho nada com o sabão, mas com a roupa lavada.
Na lavagem pode haver extravio de roupa:
- A pia não dá roupa.

Corar
Alguma roupa é posta a corar em cima de montes de mato:
- A roupa da carqueja ao longe alveja.

Enxugar
A seguir à lavagem, a roupa tem que ser enxugada. Na verdade:
- Quem lavou, sempre enxugou.
Por isso:
- Quem lava quando chove, enxuga quando pode.
Corre-se também um risco:
- Roupa suja mal enxuta, põe logo a limpa a perder.

Lavadeira
Sobre a lavadeira, é consensual que:
- A boa lavadeira no bico de uma pedra lava.(5) 
- Boa lavadeira na ponta do pé lava. (6)

-----------------------------------

(1) Variante:
- Roupa suja lava-se em casa.
(2) Variantes:
- A limpeza, Deus a faz e a amou
- A limpeza Deus amou, mas mais amou quem a guardou.
- A limpeza, Deus a formou.
(3) Variantes:
- A água lava tudo.
- A água tudo lava, menos quem se louva e as más-línguas.
- A água lava tudo, menos quem se louva e as más-línguas.
(4) Variante:
- Água suja, também lava.
(5) Variante:
- Uma boa lavadeira num pico de pedra lava.
(6) Variante:
A boa lavadeira na ponta do pé lava.