quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Rogério de Carvalho, fotógrafo de Estremoz

Rogério de Carvalho (1915-1988), fotógrafo de Estremoz.

Rogério de Carvalho (1915-1988), foi, sem sombra de dúvida, um grande fotógrafo, não só pela qualidade técnica dos seus clichés, como pela beleza plástica das suas fotografias, assim como pela sua multifacetada obra. Rogério de Carvalho foi em primeiro lugar, um fotógrafo de estúdio, com um dia a dia feito de fotos tipo passe, fotos de família e fotos de personalidades. Mas Rogério de Carvalho foi também um repórter fotográfico. E aqui, foi fotógrafo do social, dos casamentos e dos baptizados. Porém como repórter teve um olhar atento sobre a realidade envolvente de Estremoz e do seu termo. É aqui, que como repórter, Rogério de Carvalho atinge a dimensão do gigante que foi, ao fazer o registo para a posteridade do tecido, quer urbano, quer rural. Tecido urbano, com os monumentos como marco de referência, mas também as gentes, os seus usos e costumes e sobretudo os tipos populares. Tecido rural com a paisagem povoada por ganhões que lavram a terra ou alimentam com molhos de trigo, a goela insatisfeita duma debulhadora a vapor. Ceifeiros reais, mas personagens de Fialho pelo reflexo da luz do calor que mata. Vindimadoras ou apanhadeiras da azeitona, a quem soube fixar a importância fulcral dum gesto.
Rogério de Carvalho foi ainda editor de postais ilustrados onde sobressai a sua dimensão de repórter. Postais ilustrados com os nossos monumentos e com as fainas agro-pastoris do nosso concelho. Postais ilustrados que viajaram e conheceram mundo e que por aí estão um pouco por toda a parte. Por isso Rogério Carvalho é não só património de Estremoz, mas património mundial, já que é património da cartofilia, essa espécie de loucura mansa que povoa o sonho dos coleccionadores.

Hernâni Matos

O pão nosso de cada dia nos dai hoje...( Anos 40 do séc.XX).
Ceifeiros ( Anos 40 do séc.XX).
Carrego ( Anos 40 do séc.XX).
Debulhadores asseando-se para o almoço ( Anos 40 do séc.XX). 
Almiaras ( Anos 40 do séc.XX).
Largo do Espírito Santo (Anos 40 do séc.XX).
Largo do General Graça ( Anos 40 do séc.XX).

26 de Abril de 1974: Honras militares e aclamação do esquadrão do RC3 que
 participou em Lisboa na missão de 25 de Abril de 1974. ( Anos 40 do séc.XX). 
Desfile popular no 1º de Maio de 1974.