sexta-feira, 11 de junho de 2010

Provérbios de Junho


MAIO - Iluminura do “Livro de Horas do Duque de Berry” (Século XV), manuscrito
com iluminuras dos irmãos Paul, Jean et Herman de Limbourg, conservado no
Museu Condé, em Chantilly, na França.


- A água de Junho, bem chovidinha, na meda faz farinha.

- A cortiça em Junho sai a punho, em Agosto a mascoto.

- Abril chuvoso, Maio ventoso e Junho amoroso, fazem um ano formoso.

- Água de S. João tira o vinho e não dá pão.

- Ande o Verão por onde andar, no S. João há-de chegar.

- Ande o Verão por onde andar, pelo S. João cá vem parar.

- Ande onde andar o Verão, há-de vir no S. João.

- As cerejas são alegres à vista e tristes ao coração.

- Até ao S. Pedro, o vinho tem medo.

- Até S. Pedro, há o vinho medo.

- Cerejas e más fadas, cuidais tomar poucas e vêm dobradas.

- Chovam trinta maios e não chova em Junho.

- Chovam trinta Maios, mas não chova em Junho.

- Chuva de Junho, peçonha do mundo.

- Chuva junhal, fome geral.

- Chuva no S. João, bebe o vinho e come o pão.

- Chuva no S. João, talha o vinho e não dá pão.

- Chuva pelo S. João, bebe o vinho e come o pão.

- Dezembro com Junho ao desafio, traz Janeiro frio.

- Dia de S. Barnabé, seco a cesto e a punho.

- Em Junho, foicinha em punho.

- Em Junho, frio como punho.

- Em Maio, as cerejas uma a uma leva-as o gaio; em Junho a cesto e a punho.

- Favas das mais caras, cerejas das mais baratas.

- Favas, as primeiras; cerejas, as últimas.

- Feno, alto ou baixo, em Junho é segado.

- Galinhas de S. João, pelo Natal poedeiras são.

- Galinhas pelo S. João no Natal ovos dão.

- Guarda pão para Maio, lenha para Abril e o melhor tição para o S. João.

- Junho calmoso, ano formoso.

- Junho chuvoso, ano perigoso.

- Junho dorme-se sobre o punho.

- Junho floreiro, paraíso verdadeiro.

- Junho não dá nada; mata a fome com a cevada.

- Junho quente, Julho ardente.

- Junho, dorme-se sobre o punho.

- Junho, foicinha em punho.

- Junho, Julho e Agosto, senhora não sou vosso.

- Lavra pelo S. João e terás palha e pão.

- Lavra pelo São João se queres ter palha e pão.

- Lavra pelo São João, se queres haver pão.

- Lavra por S. João, se queres haver pão.

- Lavra por S. João, se queres ter pão.

- Maio engrandecer, Junho ceifar, Julho debulhar.

- Maio frio e Junho quente: bom pão, vinho valente.

- Maio frio, Junho quente, bom pão, vinho valente.- Maio pardo, Junho claro.

- O milho pelo São João deve cobrir um cão.

- O sol de Junho madruga muito.

- Ouriços no S. João, são do tamanho dum botão.

- Para Junho guarda um toco e uma pinha, e a velha que o dizia guardados os tinha.

- Para o S. João, guarda a velha o melhor tição.

- Pelo S. João a sardinha pinga no pão.

- Pelo S. João deve o milho cobrir o chão.

- Pelo S. João, deve o milho cobrir o rabo do cão.

- Pelo São João, foice na mão.

- Pelo São Pedro vai ao arvoredo; se vires uma, conta um cento.

- Pintos de S. João pela Páscoa ovos dão.

- Quando Jesus se encontra com João, até as pedras dão pão.

- Quando o troque troqueleja, já a cereja vermelheja.

- Quando o vento ronda o mar na noite de S. João, não há Verão.

- Quando se junta Jesus com João, em cima de pedra dá pão.

- Quem em Junho não descansa, enche a bolsa e farta a pança.

- Quem quiser bom melão, semeia-o na manhã de São João.

- Sardinha de S. João, já pinga no pão.

- Se o vento bailar, em noite de S. João, vai tardar o Verão.

- Se queres ter pão, lavra pelo São João.

- Sol de Junho madruga muito.


Sem comentários:

Enviar um comentário