sábado, 1 de junho de 2024

José Gomes Ferreira - As Papoilas

 



As Papoilas
José Gomes Ferreira (1900-1985)

Ó papoilas dos trigais,
Em ondas de cor…
Em ondas de cor…
Sangrentas como os punhais
Do nosso suor…
Do nosso suor…

Dá vontade de arrancá-las,
Pô-las nas lapelas…
Pô-las nas lapelas…
E, depois,
E, depois, dependurá-las
Na luz das estrelas
Na luz das estrelas.

Ó papoilas como chagas
Em ondas de flor…
Em ondas de flor…
No sangue das vossas vagas
Anda a nossa dor
Anda a nossa dor.

Outras papoilas um dia,
Pela terra fora
Pela terra fora
Darão ao mundo a alegria
Duma nova aurora
Duma nova aurora.

José Gomes Ferreira (1900-1985)

Hernâni Matos

#Poesia Portuguesa - 212

4 comentários:


  1. Sim foi a papoila que nos deu alegria. 25 de abril. Trabalhar no campo é muito agresto. Boa noite

    ResponderEliminar
  2. Um poema diferente mas com algum interesse.

    ResponderEliminar
  3. Muito obrigado pelo seu comentário.

    ResponderEliminar