sábado, 11 de abril de 2020

Bonecos de Estremoz: Miguel Gomes e Célia Freitas


Miguel Gomes (1957-  ) e Célia Freitas (1966-  ).

Miguel Gomes (1957- ) e Célia Freitas (1966- ): Miguel Joaquim Serol Gomes é natural da freguesia de Rio de Moinhos, concelho de Borba, onde nasceu em 1957. Com o seu pai Manuel António Capelins, que se viria a fixar em Estremoz na freguesia de Santa Maria, aprendeu a confeccionar artefactos de arte pastoril. Sua mulher, Célia Maria Costa Freitas nasceu em Estremoz em 1966. Só depois de se casar começa a executar o mesmo tipo de artefactos que o seu marido Miguel Gomes. O interesse manifestado por Célia Freitas na modelação do barro, aliado a algumas condicionantes de natureza pessoal, estiveram na origem de o casal, a partir de 1986, se dedicar apenas à modelação de Bonecos, o que fizeram em grande parte por autoformação. Participaram desde sempre na FIAPE em Estremoz e na Feira Nacional de Artesanato em Vila do Conde. Motivos de natureza pessoal levaram-nos a transferir a sua oficina, primeiro para Elvas e depois para Monte Gordo, onde residem na actualidade. O seu “Atelier Memórias e Tradições”, situa-se na Rua Pedro Álvares Cabral, nº 30, loja 1. Aqui comercializam os seus Bonecos. Em Estremoz fazem-no na loja “Artesanato José Saruga”, no Rossio Marquês de Pombal, 98 A, assim como no Artesanato Santo André, na Rua da Misericórdia, 2.


Hortelão no mercado de Estremoz (Homenagem a Isaurindo Figueiredo).
Miguel Gomes (1957-  ). Recolhido com a devida vénia da página do
Facebook "A Horta do Ti Henrique".

Namoro no poço. Miguel Gomes (1957-   ) e Célia Freitas (1966-  ).

O Amor é Cego. Miguel Gomes (1957-   ) e Célia Freitas (1966-  ).

2 comentários:

  1. Maravillosa cerámica, preciosa tienda de Monte Gordo.
    Viva la cerámica de Estremoz es espectacular.
    Enhorabuena y Viva Portugal

    ResponderEliminar