segunda-feira, 20 de maio de 2013

Efemérides de Maio

31 de Maio
A 31 de Maio de 1469 nasce El-Rei Manuel I de Portugal (1469-1521), o “Venturoso”.
ESFERA ARMILAR - Painel de azulejos hispano-mouriscos sevilhanos, de corda seca
em faiança policroma, executados no atelier Fernan Martinez Guijarro ou Pedro de
Herrera, cerca de 1508-1509 e encomendados por D. Manuel I. Pátio da Carranca,
Palácio Nacional de Sintra.
30 de Maio
A 30 de Maio de 1834, Joaquim António de Aguiar (1792-1884), apelidado
de “O Mata-Frades”, promulga uma lei que extingue “todos os conventos,
mosteiros, colégios, hospícios, e quaisquer outras casas das ordens religiosas
regulares”, ficando os seus bens incorporados na Fazenda Nacional.
MONGES NO REFEITÓRIO (séc. XVII) - Painel de azulejos do Mosteiro
de São Martinho de Tibães.
29 de Maio
A 29 de Maio comemora-se o “Dia Mundial e Internacional da Energia”.
A ALA DOS NAMORADOS (1922) - Painel de azulejos historiados do pintor,
 ceramista, ilustrador e caricaturista Jorge Colaço (1864-1942)  - Pavilhão
Carlos Lopes, Lisboa. Ilustra uma cena da Batalha de Aljubarrota, travada
a 14 de Agosto de 1385 e na qual sob o comando de D. Nuno Álvares Pereira,
o exército português derrotou o castelhano. A enérgica “Ala dos Namorados”
constituía o lado direito do quadrado formado pelo exército português e
segundo conta Fernão Lopes na “Crónica de D. João I”, a designação
deveu-se  ao facto de os seus membros serem bastante jovens.
28 de Maio
A 28 de Maio de 1884 abre o Jardim Zoológico de Lisboa.
Painel de Azulejos (1995) de Júlio Resende (1917-2011)
na estação Sete Rios/Jardim Zoológico do Metro de Lisboa.
27 de Maio
A 27 de Maio de 1923 é fundado em Braga o Corpo Nacional de Escutas (CNE)
- Escutismo Católico Português. ROBERT BADEN-POWELL E A ESPOSA OLAVE
ST. CLAIR SOAMES, os iniciadores do "Movimento Escutista Mundial", painel
de azulejos pintados à mão por M. Isabel, existentes numa parede da sede
do Agrupamento 577 - São José, Viseu do Corpo Nacional de Escutas, no
Largo Baden-Powell, junto da Igreja da Nossa Senhora da Conceição. 
26 de Maio
A 26 de Maio de 1664 foi travada a batalha de Montijo, em Espanha, na qual o
exército português comandado por Matias de Albuquerque venceu o exército
espanhol, chefiado pelo Marquês de Terrecusa. BATALHA DE MONTIJO (c.1670)
- Painel de azulejos (148x164 cm). Desenho de engenheiro militar. Fabrico de
oficina de Lisboa. Palácio dos Marqueses de Fronteira, Lisboa.
25 de Maio
Em 25 de Maio de 1625, Isabel de Aragão (1270-1336) é canonizada pelo Papa
Urbano VIII (1568-1644). O MILAGRE DAS ROSAS. Painel de azulejos (126x173,5 cm)
de meados do séc. XVIII, da autoria de Policarpo de Oliveira Bernardes (1695-1778),
pintor e azulejista alentejano, pertencente ao chamado ciclo dos mestres, período
em que se produziram as melhores peças azulejares, do barroco português. Igreja
do Convento de São Francisco, Estremoz.
24 de Maio
 
A 24 de Maio comemora-se o “Dia Europeu dos Parques Naturais”.
CHOUPAL (1924) - Azulejo (14,4x14,4 cm) de José António Jorge
Pinto (1876-1945). Museu Nacional do Azulejo, Lisboa.
23 de Maio

A 23 de Maio de 1905 teve lugar a fundação do Museu Nacional dos Coches,em
Lisboa. Painel de azulejos portugueses da Igreja da Ordem Terceira Secular
de São Francisco da Bahia (Brasil), retratando o cortejo nupcial do Infante
Dom José de Portugal e Dona Maria Ana de Bourbon, ocorrido em 1729. 

22 de Maio
A 22 de Maio comemora-se o “Dia do Autor Português”.
FERNANDO PESSOA - Painel de azulejos (196x112 cm), réplica de uma secção
do revestimento da estação Alto dos Moinhos do Metropolitano de Lisboa.
 Projecto de 1984 da autoria de Lima de Freitas (1927-1998), realizado em 1990
na Fábrica de Cerâmica Viúva Lamego, Lisboa. Museu Nacional do Azulejo, Lisboa.
21 de Maio

A 21 de Maio de 1998 é inaugurada a Exposição Mundial de Lisboa (Expo 98),
dedicada aos oceanos. O INFANTE D. HENRIQUE NO PROMONTÓRIO DE SAGRES (1922).
Painel de azulejos de Jorge Colaço (1868-1942). Pavilhão Carlos Lopes, Lisboa.
20 de Maio
Em 20 de Maio de 1498, a armada de Vasco da Gama chegou a Calicute, ficando
estabelecida a Rota do Cabo e aberto o caminho marítimo para a Índia.
CHEGADA A CALICUTE - Painel de azulejos do séc. XVIII do Museu Militar de Lisboa.
19 de Maio
A 19 de Maio de 1954, na sequência de uma greve de assalariados rurais
alentejanos por melhores remunerações, a ceifeira portuguesa Catarina
Eufémia foi assassinada, a tiro, pelo tenente Carrajola, da Guarda Nacional 
Republicana. O mais novo dos seus três filhos, com oito meses, estava ao seu
colo quando foi baleada. Este triste acontecimento transformou Catarina
Eufémia num ícone da resistência dos trabalhadores alentejanos contra o
regime ditatorial imposto por Salazar, que não permitia qualquer tipo de
manifestação por melhores condições de vida. MULHER ALENTEJANA (Excerto)
- Peça escultórica da autoria de Rogério Ribeiro (1930-2008), constituído por
um painel de azulejos, formado por duas faces, com cinco metros de altura e
que retrata diversos rostos femininos. Visa homenagear a mulher nascida nos
campos do Alentejo e entre elas Catarina Eufémia. Está localizado no Espaço
Museológico da Rua do Sembrano, no Parque da Cidade, em Beja.
18 de Maio
A 18 de Maio comemora-se desde 1977, o Dia Internacional dos Museus. A
efeméride visa permitir visitar exposições em horário alargado e com entrada
gratuita, bem como participar em debates, ver filmes, assistir a concertos e
usufruir de uma série de eventos que pretendem dinamizar e alertar o público
para os espaços, as colecções e os desafios destas instituições. CASAMENTO
DA GALINHA (1660-1667) – Painel de azulejos (149 cm x 335 cm). Fabrico de
Lisboa.Constituiu revestimento parietal da Quinta de Santo António da
Cadriceira, Turcifal,Torres Vedras. Museu Nacional do Azulejo, Lisboa.
17 de Maio
A 17 de Maio celebra-se o Dia Mundial da Hipertensão. A data foi instituída e é
apoiada internacionalmente pela Liga Mundial de Hipertensão (LMH) e em Portuga
pela Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH). O objectivo é divulgar a importância
da prevenção, da detecção e do tratamento da hipertensão. ROSSIO E HOSPITAL REAL
DE TODOS-OS-SANTOS - Painel de azulejos de oficina de Lisboa, da 1ª metade do século
XVIII (114 cm x 348 cm) existente no Museu da Cidade, Lisboa.
16 de Maio
A 16 de Maio de 1864, é fundado o Banco Nacional Ultramarino, criado em Lisboa
por Carta de Lei da mesma data, sendo seu fundador Francisco de Oliveira Chamiço.
Criado como Banco Emissor para as ex-colónias portuguesas exerceu também funções
de Banco de Fomento e Comercial no país e no estrangeiro, desenvolvendo actividade
entre 1864 e 2001. Revestimento decorativo (cerca de 325 m2) em azulejo de padrão
(1972), concebido por Eduardo Nery (1938-2013). Fábrica de Cerâmica da Viúva Lamego,
 Lisboa. Agência do Banco Nacional Ultramarino, actual delegação da Caixa Geral de
Depósitos, Torres Vedras.
15 de Maio
A 15 de Maio de 1906, nasce, em Brogueira, Torres Novas, Humberto Delgado
(1906-1965), que viria a ser General da Força Aérea Portuguesa, o qual
corporizou o principal movimento de tentativa de derrube do regime salazarista
num processo eleitoral fraudulento que deu a vitória ao candidato do regime vigente,
Almirante Américo Tomás (1894-1987). A 10 de Maio de 1958, Humberto Delgado, candidato
da Oposição Democrática à Presidência da República Portuguesa, numa conferência
de imprensa da campanha eleitoral, realizada em 10 de Maio de 1958 no café Chave
de Ouro, em Lisboa, quando lhe foi perguntado por um jornalista que postura tomaria
em relação ao Presidente do Conselho Oliveira Salazar, no caso de ser eleito, respondeu
com a frase "Obviamente, demito-o!". PAINÉIS DE AZULEJOS DO VIADUTO DE SETE RIOS
- Praça Marechal Humberto Delgado / Avenida das Forças Armadas (S. Domingos de
Benfica). Autoria de Augusto Cid (1941- ).
14 de Maio
A 14 de Maio de 1147, a cidade de Lisboa é tomada aos Mouros por D. Afonso
Henriques (1109-1185), auxiliado por cruzados. CONQUISTA DE LISBOA AOS
MOUROS – Pormenor de painel de azulejos no exterior da Igreja de Santa Luzia,
em Lisboa, representando a morte de Martim Moniz. Fábrica da Viúva Lamego
(séc. XIX).
13 de Maio
A 13 de Maio de 1917 ocorre o relato da primeira aparição de Nossa Senhora de Fátima,
segundo os pastores Lúcia, Jacinta e Francisco Marto. Nossa Senhora de Fátima. Painel de
azulejos duma casa em Óbidos.
12 de Maio
A 12 de Maio celebra-se O Dia Internacional do Enfermeiro. A data foi escolhida
em homenagem a Florence Nightingale (1820-1910), nascida a 12 de Maio de 1820,
em Florença, na Itália e considerada, a nível mundial, precursora da Enfermagem
Moderna. A efeméride visa homenagear todos os enfermeiros e relembrar a
importância destes profissionais na prestação de cuidados de saúde à população.
A data costuma ser assinalada por uma reflexão profunda de todos os profissionais
de enfermagem sobre as dificuldades enfrentadas e os desafios lançados no exercício,
em plenitude da sua profissão. CLISTER (2º quartel do séc. XVI). Painel de azulejos
(56 x 142 cm) de composição figurativa. Museu Nacional do Azulejo, Lisboa.
11 de Maio
A 11 de Maio de 1937, morre exilado em Paris, Afonso Augusto da Costa
(1871-1937), advogado, professor universitário, político republicano e
Estadista português, um dos principais obreiros da implantação da República
em Portugal e uma das figuras dominantes da Primeira República. A
Proclamação da República Portuguesa. Painel numa casa de Soure.
10 de Maio
A 10 de Maio de 1958, Humberto Delgado (1906-1965), candidato da Oposição
Democrática à Presidência da República Portuguesa, numa conferência de
imprensa da campanha eleitoral, realizada em 10 de Maio de 1958 no café
Chave de Ouro, em Lisboa, quando lhe foi perguntado por um jornalista que
postura tomaria em relação ao Presidente do Conselho Oliveira Salazar, no
caso de ser eleito, respondeu com a frase "Obviamente, demito-o!". Painel
de azulejos etnográficos, da autoria de Cândido Teles (1921-1999),
embelezando uma escadaria na Rua dos Galitos, já na proximidade da Praça

Humberto Delgado. O painel foi encomendado pela CMA em meados dos anos 80.
9 de Maio
A 9 de Maio celebra-se o dia da Europa. A origem da data remonta a 9 de Maio
de 1950, quando o político democrata-cristão francês Robert Schuman (1886-1963)
propôs à República Federal da Alemanha e aos outros países europeus que
quisessem associar-se. a criação de uma comunidade de interesses pacíficos.
A proposta, conhecida como "Declaração Schuman", é considerada o embrião da
actual União Europeia. Na Cimeira de Milão de 1985, os Chefes de Estado e de
Governo decidiram exaltar o dia 9 de Maio como "Dia da Europa". EUROPA
(17300-1740) – Painel de azulejos alegórico a este continente, atribuídos a mestre
Valentim de Almeida (1692-1779). Sala dos 4 continentes, Museu de Artes Decorativas
de Viana do Castelo, instalado desde 1923 no Palacete dos Barbosa Maciel( séc. XVIII).
8 de Maio
A 8 de Maio de 1872, morre em Pombal, Sebastião José de Carvalho e Melo,
Primeiro Conde de Oeiras e depois Marquês de Pombal, nobre, diplomata e
Estadista português. Viveu num período marcado pelo iluminismo, tendo
iniciado várias reformas administrativas, económicas e sociais. Acabou com a
escravatura em Portugal Continental a 12 de Fevereiro de 1761, com os autos
de fé em Portugal e com a discriminação dos cristãos-novos, apesar de não ter
extinguido oficialmente a Inquisição portuguesa, que vigorou até 1821. Durante
o reinado de D. João V foi embaixador em Londres e Viena. A sua administração
ficou assinalada pelo Terramoto de Lisboa de 1755, um desafio que o conduziu à
renovação arquitectónica da cidade, bem como pelo Processo dos Távoras e a
Expulsão dos jesuítas de Portugal e colónias. O MARQUÊS DE POMBAL INICIA A
RECONSTRUÇÃO DE LISBOA (1990) - Painel de azulejos da artista plástica
portuguesa MENEZ, Maria Inês Carmona Ribeiro da Fonseca (1926-1995), que
ao longo da sua vida realizaria trabalhos de pintura, azulejaria e gravura.
Representada em enumeras colecções privadas e públicas, como o Centro de Arte
Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Prémio Pessoa (1990) e
Grande -Oficial da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada, a título póstumo (1995).
Azulejos pintados na Fábrica de Cerâmica Viúva Lamego. Estação de Metro do
Marquês de Pombal, Avenida da Liberdade, Lisboa.
7 de Maio
A 7 de Maio de 1974 é fundada a Confederação da Indústria Portuguesa (CIP).
Painel de azulejos situado à entrada da Fábrica de Loiças de Sacavém.
6 de Maio
A 6 de Maio de 1542, São Francisco Xavier (1506-1552), chega a Goa em missão
de evangelização por solicitação de El-rei rei Dom João III (1502-1557), “O Piedoso”.
Painel de azulejos do séc. XVII, em que se vê à esquerda, a partida de S. Francisco
Xavier para a Índia, com a curiosidade da presença do Rei D. João III, que veio
despedir-se a uma varanda do Paço da Ribeira. À direita do painel, São Francisco
Xavier já no Oriente, anunciando a salvação das almas. Capela do Convento de
Arroios, Colégio do Noviciado da Companhia de Jesus, mais tarde, Hospital de
Arroios, Lisboa.
5 de Maio
A 5 de Maio de 1835, Almeida Garrett (1799-1854) cria o Conservatório de Lisboa,
no âmbito da reforma do Governo Liberal. O ensino da Música é dirigido pelo
compositor João Domingos Bomtempo (1775-1842). ALMEIDA GARRETT – Pormenor
de painel de azulejos da Escola Secundária Almeida Garrett, Vila Nova de Gaia.
4 de Maio
A 4 de Maio, comemora-se o Dia de São Gregório, o Iluminador  (c. 540 – 604),
santo padroeiro e primeiro líder oficial da Igreja Apostólica Arménia, líder
religioso a quem é creditada a conversão da Arménia do paganismo arménio
ao cristianismo, conferindo ao país a distinção de ter sido o primeiro a adoptar
o cristianismo como religião oficial em 301 d.C.
3 de Maio
A 3 de Maio celebra-se o Dia do Sol. A efeméride foi criada no âmbito do
Programa das Nações Unidas para o Ambiente e visa alertar para os benefícios
do sol e salientar a importância desta importante fonte de energia para o
funcionamento dos ecossistemas da Terra. Alegoria Mariana em cujo centro
estão representados dois serafins sentados sobre nuvens, segurando o que surge
em primeiro plano um sol radiante, um dos símbolos associados a Maria
(1750-1775). Painel de azulejos (116 x 92 cm) de autor desconhecido. Fabrico
de Lisboa. Proveniente do antigo Convento das Trinas, em Lisboa. Museu
Nacional do Azulejo, Lisboa.
2 de Maio
A 2 de Maio de 1458 nasce em Beja, a Infanta D. Leonor de Lencastre (1458-1525)
filha do Infante D. Fernando (1433-1470), Duque de Beja e Viseu e Condestável do
Reino e da Infanta D. Beatriz de Portugal (1430-1506), Duquesa de Viseu. Seria
rainha de Portugal a partir de 1481, pelo casamento com seu primo João II de
Portugal, o Príncipe Perfeito. Pela sua vida exemplar, pela prática constante da
misericórdia, e mais virtudes cristãs, alcançou de alguns historiadores o cognome
de "Princesa Perfeitíssima". Esteve ainda na origem da fundação do Hospital Termal
das Caldas da Rainha, cuja construção e funcionamento custeou, e que dela tira o
seu nome. D. LEONOR DE LENCASTRE – Painel de azulejos no Hospital Termal das
Caldas da Rainha.
1 de Maio
 A 1 de Maio comemora-se o Dia Mundial dos Trabalhadores, que é assinalado
por manifestações, comícios e festas de carácter reivindicativo.  DESCARGA
DA SARDINHA – Painel de azulejos de Pedro Jorge Pinto no Mercado do
Livramento, em Setúbal, que ficou destruído com o desabamento ocorrido
em 7 de Fevereiro de 2012.