quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Começou o Inverno

FEVEREIRO - Iluminura (10,8x14 cm) do “Livro de Horas de D. Manuel I”
[Século XVI (1517-1551)], manuscrito com iluminuras atribuídas a António
de Holanda, conservado no Museu Nacional de Arte Antiga.
Pintura a têmpera e ouro sobre pergaminho.

No hemisfério norte, o Inverno tem início com o solstício de Inverno, que acontece cerca do dia de 21 de Dezembro e termina com o equinócio de Primavera, que ocorre perto de 20 de Março.
O solstício de Inverno corresponde ao menor dia do ano, a partir do qual os dias começam a crescer. Nas religiões pagãs simbolizava o início da vitória da luz sobre a escuridão e era comemorado como tal. Com o cristianismo essas celebrações foram incluídas no culto do Natal. 
O Inverno é a estação do ano que estabelece a transição do Outono para a Primavera. É caracterizada por chuva, neve, nevoeiro e temperaturas muito baixas. Como consequência destas e da falta de alimentos, há animais que hibernam. Caso dos ursos, musaranhos, ouriços, esquilos, marmotas e morcegos. A hibernação é caracterizada por um estado de sonolência e inactividade, em que as funções vitais do organismo são reduzidas ao estritamente necessário à sobrevivência. Ocorre então uma redução da actividade metabólica, a respiração quase que pára e o número de batimentos cardíacos abranda.
As temperaturas baixas e a escassez de alimentos no Inverno estão também na origem de migrações. Estas ocorrem quando os seres vivos se deslocam de uma região para outra, à procura de melhores condições de vida, em termos de temperatura e de alimentação. É o que se passa com aves, caribús, baleias, borboletas, vespas, gafanhotos e roedores.