quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Histórias de professor - 2


Como é sabido, os professores têm que frequentar acções de formação, afim de se poderem manter actualizados e poderem progredir na carreira. Acontece que um professor da minha antiga Escola, cujo anonimato manterei por motivos óbvios e a quem chamarei supostamente João, foi para Lisboa frequentar uma acção de formação, cuja duração era de uma semana.
Sabendo que a namorada precisava de umas lunetas de sol, ao passar pela baixa pombalina, entrou num oculista. Depois de ver umas quantas lunetas de sol, decidiu-se a comprar-lhe umas muito bonitas. A empregada do oculista fez-lhe um embrulho, mas o João, distraído como é, ao sair da loja, em vez de levar o embrulho que lhe pertencia, levou outro muito parecido, que continha umas cuecas de senhora, que possivelmente alguma cliente que estava no oculista, comprara noutra loja.
Ora, o João não deu conta do engano, indo directamente do oculista para o correio. Dali enviou o embrulho à namorada, ao mesmo tempo que lhe mandava uma carta por correio separado.
A namorada, ao receber o embrulho ficou espantada com o conteúdo do mesmo, assim como com o conteúdo da carta, a qual dizia.

"Querida Maria:

Espero que gostes do presente que te enviei, sobretudo pela falta que te fazem, já que usas as outras há bastante tempo e estas coisas devem-se mudar de vez em quando.
Espero também ter acertado no modelo. A empregada garantiu-me que eram a última moda e até me mostrou as suas que eram iguais.
Então eu, para ver se eram leves, provei-as ali mesmo. Não imaginas o que a empregada se riu, porque estes modelos femininos são muito graciosos, tornando-se cómicos quando postos por mim, que como sabes, tenho umas grandes bochechas.
Uma moça que estava na loja, até mas pediu. Calcula tu que tirou as suas e pôs estas que te mando, para ver o efeito que faziam. Fiquei encantado ao vê-la com elas e comprei-as logo.
Maria, assim que as recebas, põe – as logo e mostra-as aos teus pais, amigos e enfim a toda a gente, para ver o que dizem.
A princípio sentir-te-ás diferente, habituada como estás a andar com as velhas e sobretudo agora que já andas há algum tempo sem nenhumas.
Diz-me se estão pequenas, porque senão vão-te deixar marcas quando as tirares.
Tem também cuidado, não te fiquem grandes, não se dê o caso de ires andando pela rua e elas te caírem.
Usa - as com cuidado e sobretudo não te esqueças delas, nem as percas, já que tens o mau hábito de andares com elas quase sempre na mão.
Enfim. Estou desejoso de te ver com elas postas.

Até breve. Beijos do teu:

João"

Desconhece-se o modo como o professor João foi recebido pela namorada, após ter terminado a acção de formação.