quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Afinal não era Ministro!


Um amigo alentejano descobriu no Facebook uma fotografia, onde eu, todo encadernado de fato e gravata, discurso num púlpito, tendo atrás a bandeira de Portugal e a da União Europeia. Lançou-me então a pergunta:
- Muito bem, amigo Hernâni. Qual o tema ? E onde?
Não fosse ele pensar que era eu no Parlamento Europeu, a pedir dinheiro emprestado para a banca portuguesa, lá dei a resposta a que ele tinha direito.
- Em 2005, na Fundação Portuguesa das Comunicações, em Lisboa, na qualidade de Presidente da Associação Nacional de Jornalistas e Escritores Filatélicos – ANJEF, na apresentação da obra em 2 volumes “Os Correios Portugueses entre 1853-1900. Carimbos Nominativos e Dados Postais e Etimológicos”, da autoria do Presidente da Federação Portuguesa de Filatelia – FPF, Pedro Marçal Vaz Pereira.
Entretanto, outro amigo, conhecido e emérito radialista estremocense, de verbo fácil e piada sempre na ponta da língua, resolveu lançar uma bisca:
- Qual é a pasta deste Sr. Ministro?
A resposta imediata, proporcional ao gracejo foi esta:
- Usa o cabelo à escovinha e não tem pasta no cabelo.