segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

16 – Os apitos da Maria Inácia



Amazona.
Maria Inácia Fonseca (1957- ). 
Colecção particular.


Maria Inácia Fonseca, a mais velha das Irmãs Flores, começou a trabalhar com Sabina Santos em 1972, quando tinha apenas 15 anos. Na oficina de Sabina, situada na rua Brito Capelo, trabalhava já Fátima Estróia, pelo que dividiam entre si o trabalho: Fátima preparava os componentes de cada boneco que Sabina armava e Maria Inácia pintava depois de cozidos na Olaria Alfacinha. Ali não se faziam apitos, os quais eram criados e decorados na Olaria por Diocleciano da Conceição (Duque Alfacinha).
Em 1975, Diocleciano deixa de fazer os apitos, pelo que Sabina encarrega Maria Inácia de os confeccionar à noite em casa. Produzia dez em cada serão, os quais depois de cozidos eram também por si pintados. Constituíam um trabalho extra pago à peça.
As figuras representadas nos apitos, em número de quinze, são de dois tipos: Figuras a cavalo (Peralta a cavalo, Sargento a cavalo e Amazona) e figuras a pé (Peralta, Sargento, Senhora, Galo, Galo no disco, Galo na árvore, Galo no pinheiro, Galo no arco, Cesto com ovos, Galinha no choco, Galo no poleiro e Pomba). Em qualquer delas, o todo foi criado a partir das partes, recorrendo a três geometrias distintas: a bola, o rolo e a placa.
As figuras a cavalo têm base rectangular e o apito está localizado na cauda do cavalo. Um rolo de barro foi aí colado com barbutina e depois furado com um arame grosso da base exterior do rolo para o interior, até cerca de metade do comprimento. Na parte superior do rolo foi depois efectuado outro furo, até encontrar o primeiro.
As figuras a pé têm uma base em forma de menisco convexo, onde está inserido o tubo de sopro. Numa primeira fase, Maria Inácia monta e fura este tubo, tal como o faz para as figuras a cavalo. Numa segunda fase introduz uma técnica diferente: o menisco convexo passa a ser mais alto e dele por estiramento numa determinada direcção, resulta o indispensável tubo, que é furado da maneira anterior.
As marcas de autor de Maria Inácia são de três tipos:
Tipo 1 - Carimbo OLARIA ALFACINHA/ESTREMOZ/PORTUGAL, com a marca distribuída por 3 linhas e ocupando uma superfície de 1 cm x 2,8 cm. Usado entre 1976 e 1980.
Tipo 2 - Marca manuscrita MARIA/INÁCIA/ESTREMOZ, com caracteres maiúsculos e em itálico, distribuída por três linhas. Usada entre 1980 e 1988.
Tipo 3 - Marca  manuscrita Maria/Inácia /Estremoz, com iniciais maiúsculas e distribuída por três linhas, com um traço separador entre ´”Inácia” e “Estremoz”. Usada entre 1980 e 1988.

 
  Tipo 1.
 
Tipo 2
  Tipo 3