terça-feira, 11 de junho de 2013

Fome de Amor


Camponesa alentejana. Roberto Nobre, (1903-1969). Ilustração da capa
do magazine "Civilização", número 17, de Novembro de 1929.

Eu gostaria de poder amar o que amo, sem a censura e os grilhões instalados em cabeças que não sabem o que é amar. Esse será, porventura, o sentimento mais negativo que me dilacera o peito e esfacela o pensamento. Até quando?