sábado, 23 de agosto de 2014

António Telmo homenageado em Estremoz

 O  retrato de António Telmo no Café Águias de Ouro em Estremoz, local onde foi animador incansável
de uma Tertúlia.


Fotografias de Francisca de Matos

Por iniciativa do Círculo António Telmo e da Sociedade Recreativa Popular Estremocense tiveram início hoje em Estremoz, as Comemorações do IV Centenário do Falecimento de António Telmo (1927-2010), filósofo, escritor e professor, figura cimeira da Cultura e da Filosofia Portuguesa. Assim, pelas 9 horas, na Sociedade Recreativa Popular Estremocense, teve inicio o II Torneio de Bilhar “António Telmo“, que se prolongou até às 17 horas.
Pelas 11 horas, foi descerrado o retrato de António Telmo no Café Águias de Ouro, local onde foi animador incansável de uma Tertúlia. Presentes para além de tertulianos e de membros do Círculo António Telmo, amigos e simples populares. De registar a presença de António Serrano, Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara, em representação deste e da Vereadora do Pelouro da Cultura. Presentes também Nuno Rato, Presidente da Assembleia Municipal e José Maria Ginja, Presidente da Junta de Freguesia de Estremoz. Usaram da palavra, Inácio Balesteros, Presidente do Circulo António Telmo e o Professor Doutor Manuel Ferreira Patrício, amigo íntimo do homenageado. De permeio, o poeta Mateus Maçaneiro declamou um soneto de sua autoria, dedicado a António Telmo.  
Pelas 12 horas, teve lugar o descerrar do retrato de António Telmo na Sociedade Recreativa Popular Estremocense, onde como associado foi praticante emérito de bilhar, esse jogo de perícia e saber que ele tanto amava. Usaram da palavra Ilídio Saramago, Presidente da Sociedade Recreativa Popular Estremocense e o Professor Hernâni Matos em nome pessoal. Seguiu-se o almoço em que participaram cerca de quatro dezenas de pessoas.
Amanhã pelas 9 horas no mesmo local, continuará o Torneio de Bilhar, que se prolongará até às 17 horas e no qual estará em disputa “O jogador de bilhar”, um novo boneco de Estremoz criado pelas Imãs Flores e por Ricardo Fonseca.


 Mateus Maçaneiro declamando o soneto que dedicou a António Telmo.
 Um aspecto dos presentes no Café Águias de Ouro.
Outro aspecto dos presentes no Café Águias de Ouro. 
 Novo aspecto dos presentes no Café Águias de Ouro. 
 Mais um aspecto dos presentes no Café Águias de Ouro. 
Um novo aspecto dos presentes no Café Águias de Ouro.  
 O Professor Hernâni Matos no uso da palavra. na Sociedade Recreativa Popular Estremocense.
Em primeiro plano, a Mesa de Honra.
Os livros publicados por António Telmo estiveram em exposição no local onde foi descerrado
o seu retrato.
 Ilídio Saramago, Presidente da Sociedade Recreativa Popular Estremocense e Maria Antónia Vitorino,
viúva do homenageado no acto de descerramento do seu retrato.
 Um aspecto dos participantes no almoço.
 Outro aspecto dos participantes no almoço.
O troféu em disputa no II Torneio de Bilhar "António Telmo".