sexta-feira, 21 de março de 2014

Dia Internacional das Florestas

CENAS DE CAÇA (1670). Pormenor de painel de azulejos (158 x 286cm), 
fabrico de Lisboa. Museu de Lamego.

A 21 de Março comemora-se o Dia Internacional das Florestas. A celebração deste dia teve início a 10 de Abril de 1872, no estado norte-americano do Nebraska, nos EUA (EUA). Aí, o jornalista e político Julius Sterling Morton, promoveu o “Dia da Árvore”, incentivando a plantação ordenada de árvores naquele estado.
Em Portugal, as primeiras Festas da Árvore tiveram início na fase final da Monarquia por iniciativa de organizações republicanas. Foi assim que a 26 de Maio de 1907 se realizou no Seixal a 1.ª Festa da Árvore, promovida pela Liga Nacional de Instrução. Dava-se assim início a um movimento cultural e cívico de celebração dos benefícios da Árvore e da Floresta, o qual se traduzia na plantação de árvores em ambiente festivo e de discursos de propaganda a favor da árvore. Por sua vez, o Dia Mundial das Florestas foi comemorado entre nós e pela primeira vez em 1974, tendo sido escolhida, como em muitos outros países do hemisfério norte, a data de 21 de Março, o primeiro dia de Primavera. A data de 21 de Março viria a ser declarada como Dia Internacional das Florestas, por resolução da Assembleia Geral da ONU, de 30 de Novembro de 2012.
No Dia Internacional das Florestas, têm lugar diversas acções de arborização e reflorestação a nível mundial. A comemoração da efeméride visa sensibilizar a população para a importância da preservação das árvores, não só ao nível do equilíbrio ambiental e ecológico, como da própria qualidade de vida dos cidadãos. Com efeito, estima-se que 1000 árvores adultas absorvem cerca de 6000 kg de dióxido de carbono. 30% da superfície terrestre está coberta por florestas, nelas se realizando a fotossíntese, através da qual há produção de oxigénio a partir de dióxido de carbono. Daí que as florestas sejam consideradas como “pulmões do mundo”.