segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Adagiário pós-eleitoral

 Entretenimento eleitoral (1754).
William Hogarth(1697- 1764).
Óleo sobre tela (100 cm  x 127 cm).
Sir John Soane's Museum, London.

Alguns resultados eleitorais causam perplexidade, suscitando proclamações do estilo:
- O número dos tolos é infinito.
Muitos julgam saber o porquê dos resultados:
- Com papas e bolos se enganam os tolos.
Outros, provavelmente pensando no “Evangelo segundo São Mateus”, chegam até a formular votos de matiz moral:
- Bem aventurados os pobres de espírito.
Alguns mais radicais vão ao ponto de perorar:
- Um tolo tem sempre outro que o admira.
Todavia, os mais conciliadores como eu, opinam:
- Ninguém é perfeito neste mundo.