terça-feira, 16 de junho de 2015

Exposição “EXPOSTOS DE ESTREMOZ: DA RODA AO HOSPÍCIO”


No passado dia 6 de Junho, pelas 10:00 h, teve lugar a inauguração da exposição “EXPOSTOS DE ESTREMOZ: DA RODA AO HOSPÍCIO”, na Sala de Exposições do Arquivo Municipal, no Centro Cultural Dr. Marques Crespo, na Rua João de Sousa Carvalho, em Estremoz. A mostra estará ali patente ao público até 31 de Dezembro do ano em curso, podendo ser visitada nos dias úteis das 9:00 h às 13:00 h e das 14:00 h às 18:00 h. A entrada é livre.
Arquivo Municipal de Estremoz
O Arquivo Municipal de Estremoz é uma divisão do Município onde se guarda, classifica, inventaria, estuda e preserva o património documental do Edilidade bem como documentação que tenha sido doada por particulares ou instituições do concelho. Reúne documentação de grande interesse para a História do Concelho de Estremoz desde o século XIV até à actualidade, pelo que é uma fonte de informação valiosíssima e indispensável aos serviços da autarquia, munícipes, investigadores e estudantes, já que ali se preserva a Memória do Concelho.
O Arquivo Municipal funciona no Centro Cultural Dr. Marques Crespo, na Rua Bento Jesus Caraça e está aberto ao público nos dias úteis das 9:00 h às 13:00 h e das 14:00 às 18:00h. A sua documentação pode ser consultada mediante normas estabelecidas em Regulamento próprio.
Como serviço público, o Arquivo Municipal publica Instrumentos de descrição e de estudos na área da História Local, organiza visitas guiadas, exposições e participa em projectos com Escolas, Juntas de Freguesia e Associações.
Os expostos
De acordo com o catálogo da exposição, “Em Portugal, o abandono de crianças foi objectivo de preocupações legislativas desde o século XVI. A 10 de Maio de 1783 o Intendente da Policia, Pina Manique, mandou criar as Rodas para com elas poder impedir a morte de muitos enjeitados. Assim, na Roda eram depositadas tanto crianças cujos pais eram pobres, como crianças indesejadas.
A extinção gradual das Rodas, em Portugal, deu-se com o Decreto de 21 de Novembro de 1867, substituindo-as por hospícios.
O Arquivo Municipal tem à sua guarda um grande volume de documentação sobre a temática dos expostos. Determinou dar a conhecer os estabelecimentos que em tempos existiram para acolher as crianças abandonadas do Concelho.
Faz parte desta exposição um conjunto significativo de documentos que se revestem de um valor especial por serem dotados de uma forte carga emotiva e simbólica.
Esta iniciativa do arquivo Municipal não pode deixar de ser dada a conhecer uma vez que diz respeito a uma parte importante da história local, a assistência prestada às crianças abandonadas”.
A exposição
A exposição de carácter iconográfico e documental, tem um visual agradável e está estruturada por grandes áreas: - ENQUADRAMENTO; - DA RODA AO HOSPÍCIO – ESTREMOZ; - HOSPÍCIO (localização, funcionários, inventário da mobília, roupas e objectos); - EXPOSTOS: EXPOSIÇÃO E CRIAÇÃO (a exposição, períodos do dia e locais de exposições, vestuário, sinais, idade e nome, padrinhos, admissão dos expostos no Hospício, criação pela ama-de-leite /ama de seco, despesa com o Hospício e subsídios); - COMBATE AO ABANDONO/INFANTICÍDIO E ATRIBUIÇÃO DE SUBSÍDIOS (intimidação a mulheres grávidas solteiras, subsídios e mortalidade).
Trata-se, sem dúvida, de uma excelente exposição, que revela aspectos menos conhecidos da História Local, o que é feito de forma pedagógica. Está de parabéns o Arquivo Municipal de Estremoz e estamos todos nós também, que a podemos visitar.
Um exposição a não perder.

Reconstituição da roda dos Expostos. Fotografia de Hernâni Matos.