terça-feira, 23 de julho de 2013

O meu médico assistente


Auto-Retrato com o Doutor Arrieta (1820).
Francisco Goya (1746-1828).
Óleo sobre tela (117 cm x 79 cm).
Minneapolis Institute of Arts.

O meu médico assistente, farto como eu da Troika e do G20, aconselhou-me a comprar uma G3 para aliviar as tensões pessoais, se possível colectivamente.
Como plano B, aconselhou-me a comer umas valentes feijoadas, regadas a primor e a soltar uns valentes traques a pensar naquela canalha toda. Disse-me então:
- Vai ver como através duma valente peidorreira, dissipa toda a angústia que lhe dilacera a alma!
Ainda fiquei mais angustiado. Sabem porquê? É que nunca fui dado a violências e muito menos tive jeito para solfejo!
Vou ter que mudar de médico assistente…