segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011

Desvios à montagem original do presépio de trono ou de altar

Presépio executado pelas irmãs Flores com as figuras dispostas segundo a "montagem padrão".
0
O recente estudo que efectuámos do presépio de Estremoz, conhecido por presépio de trono ou de altar teve na sua génese duas fotografias dos anos trinta do século passado, da autoria de Rogério de Carvalho (1915-1988), onde aparece o presépio de trono ou de altar, com a disposição de figuras feita pelo seu criador, o barrista Mariano da Conceição (1902-1959).
Nesse estudo concluímos existir uma hierarquia vertical e outra horizontal na disposição das figuras, a qual designaremos por “disposição original” ou “disposição padrão”, a qual foi a concebida por Mariano da Conceição e seguida por sua irmã Sabina Santos, (1921-2005), por sua mulher Liberdade da Conceição e ainda por sua filha Maria Luísa da Conceição, bem como pelas irmãs Flores, tanto aquela como estas ainda em actividade.
Da posição do observador e da esquerda para a direita, a “disposição padrão” das figuras é a seguinte:
1º DEGRAU - OS PASTORES: - pastor ofertante em pé com um cesto com uma pomba branca; - pastor ajoelhado e de cabeça descoberta, orando com o chapéu à frente; - pastor ofertante em pé, segurando um borrego e com tarro enfiado no braço esquerdo.
2º DEGRAU – A SAGRADA FAMÍLIA: - Nossa Senhora ajoelhada; - Menino Jesus deitado numa manjedoura; - São José ajoelhado.
3º DEGRAU – OS REIS MAGOS: Todos de pé e segurando as respectivas ofertas: Gaspar (de túnica cor de rosa: incenso), Baltasar (de túnica vermelhão: mirra) e Belchior (de túnica azul: ouro).
Setenta anos depois a pesquisa “on line” de imagens deste presépio, levou-nos a identificar montagens com “desvios” em relação à "montagem padrão", os quais podem assim ser sistematizados:
1 – Falta de figuras
2 - Figuras trocadas
3 - Figuras fora do trono
4 – Figuras estranhas ao presépio
5 – Violação da hierarquia vertical
6 – Violação da hierarquia horizontal
7 - Figuras em pose para o observador
Exemplificamos de seguida, sem identificar os barristas, os diversos desvios identificados acompanhados do endereço dos locais onde foram descobertos. Com esta abordagem julgamos dar um contributo inestimável para a reposição do espírito original da montagem do chamado presépio de trono ou de altar. A tradição agradece e a memória de Mariano da Conceição também.
0

As figuras laterais estão trocadas em qualquer dos degraus  (Lides Alentejanas).
No 1º degrau, qualquer dos pastores devia estar virado para Jesus. No 2º e 3º degrau, as figuras laterais estão trocadas (piggyforever).
No 1º degrau, todos os pastores deviam estar virados para Jesus. No 3º degrau, os reis magos laterais, deviam inverter as suas posições (Corações habitados).
No 1ºdegrau, o pastor ofertante da esquerda, devia ter uma pomba e ambos os pastores ofertantes deviam estar virados para Jesus. No 2º degrau, as figuras laterais estão trocadas. No terceiro degrau, o rei negro devia trocar de posição com o rei oriental que está ao centro (catekero).
No 1º degrau, os pastores ofertantes estão trocados e o pastor ajoelhado devia estar virado para Jesus. No 3º degrau falta Belchior com o seu presente de ouro, o qual devia estar no lugar onde está o rei negro, que por sua vez devia transitar para o centro (Retrovisor).
 No 1º degrau, os pastores ofertantes estão trocados e deviam estar virados para Jesus, faltando ainda o pastor ajoelhado, que indevidamente está no 2º degrau. A sagrada família que está no 3º degrau, devia estar no 2º, trocando São José de posição com Nossa Senhora. Os reis magos deviam passar para o terceiro degrau, ficando o rei negro onde está o menino Jesus, virado para a frente. Quanto a Gaspar com o seu presente de incenso, devia estar á esquerda, onde está São José e virado para a frente. Falta ainda Belchior com o seu presente de ouro e devia estar à direita, onde está Nossa Senhora, virado para a frente. (Antiguidades Serralves).      
No 1ºdegrau, os pastores deviam estar virados para Jesus. O pastor ajoelhado devia estar ao centro e no lugar onde está, devia estar o pastor ofertante com pomba, que não existe. São apresentados dois pastores ofertantes com borrego de tamanho diferente, um deles fora do trono, o que não faz sentido em termos de montagem. No 3º degrau, o rei negro devia estar ao centro, sendo substituído por  Gaspar com a sua oferta de incenso, que sairia do lado direito para dar lugar a Belchior com o seu presente de ouro, o  qual sairia da posição central  (Museu de Arte Popular).
No 1º degrau, os pastores ofertantes deviam estar virados para Jesus. No 2º degrau as figuras laterais estão trocadas. No terceiro degrau, os reis magos laterais têm a cor da túnica trocada em relação ao “padrão” (lovely impermanence)

No 1º degrau, os pastores ofertantes deviam estar virados para Jesus. No 2º degrau, as figuras laterais estão trocadas. No terceiro degrau as figuras laterais estão trocadas de posição e têm a cor da túnica trocada em relação ao “padrão”  (O Presépio Português).  
No 1º degrau, os pastores ofertantes deviam estar virados para Jesus. No terceiro degrau, o rei negro devia estar ao centro. Belchior aqui de túnica cor de rosa, com o seu presente de ouro, devia estar à direita, onde está Baltasar (o rei negro). Quanto a Gaspar, aqui de túnica azul, com o seu presente de incenso, devia estar á esquerda, onde está Belchior (Secretariado Nacional da Pastoral da Igreja).
No 1º degrau, os pastores ofertantes deviam estar virados para Jesus. No terceiro degrau, o rei negro devia estar ao centro. Belchior aqui de túnica cor de rosa, com o seu presente de ouro, devia estar à direita, onde está Baltasar (o rei negro). Quanto a Gaspar, aqui de túnica azul, com o seu presente de incenso, devia estar à esquerda, onde está Belchior (Museu da Presidência).
No 1º degrau, todos os pastores deviam estar virados para Jesus. No 2º degrau, as figuras laterais estão trocadas. No 3º degrau falta à direita Belchior com o seu presente de ouro e que aqui teria túnica cor de rosa, já que Gaspar, aqui de túnica azul, com o seu presente de incenso, está à esquerda (Museu Nacional de Arqueologia).
O 1º e 3º degrau estão vazios. O burro e a vaca que estão no 2º degrau, são figuras que não pertencem a este presépio. No 2º degrau falta Nossa Senhora à esquerda e São José à direita (Joseluisgildela).

1 comentário:

  1. Hernâni !...Mais um excelente trabalho apoiado em porfiado estudo. Dizes bem: "contributo inestimável" ; " A tradição agradece e a memória de Mariano da Conceição também" ( tão trágicamente desaparecido, ainda na maturação da sua plenitude criativa); ainda essa amostra " fantástica" dos inúmeros presépios que nos mostras.
    Felicitações e um abraço.

    ResponderEliminar